Please use this identifier to cite or link to this item: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/9320
metadata.dc.type: Artigo
Title: Práticas avaliativas na gestão da atenção básica à saúde : estudo de caso em Camaquã e Canguçu (RS)
Authors: Pinto, Juliana Maciel
Gerhardt, Tatiana Engel
metadata.dc.publisher.place: Rio de Janeiro
Publisher: FGV
Issue Date: 2013
metadata.dc.relation.ispartof: Revista de Administração Pública
Citation: PINTO, Juliana Maciel; Gerhardt, Tatiana Engel. Práticas avaliativas na gestão da atenção básica à saúde: estudo de caso em Camaquã e Canguçu (RS). Revista de Administração Pública [recurso eletrônico], Rio de Janeiro, v. 47, n. 2, p. 305-326, mar./abr. 2013. Disponível em: <http://dspace/xmlui/bitstream/item/9790/6848.pdf?sequence=1>. Acesso em: 10 mar. 20114.
Abstract: O artigo aborda a gestão municipal do Sistema Único de Saúde (SUS) a partir das práticas avaliativas realizadas em Camaquã e Canguçu (RS). Apresenta estudo de casos múltiplos, qualitativo, com análise de dados de observação participante, entrevistas semiestruturadas e documentos locais. Foram considerados os tipos de práticas avaliativas (cotidiana, normativa, pontual, de monitoramento ou investigação avaliativa) e a origem dos avaliadores (internos ou externos). Identificaram-se o predomínio de práticas avaliativas cotidianas exercidas por agentes internos e a presença de práticas normativas induzidas por agentes externos. Conclui-se que a mediação sociopolítica é a principal estratégia gestora para considerar a diversidade de atores e suas avaliações sobre um sistema de saúde que pretende atuar em rede e que tem a participação como diretriz constitucional.
metadata.dc.description.translated: The article discusses the municipal management of the Unified Health System (UHS) from evaluation practices occurring in Camaquã and Canguçu (RS). Presents multiple case studies, qualitative data analysis with participant observation, semi-structured interviews and local documents. Were considered the types of evaluation practices (everyday, normative, punctual, monitoring or evaluative research) and the origin of the evaluators (internal or external). Identified the predominance of everyday evaluation practices exercised by internal agents and the presence of normative practices induced by external agents. It is concluded that the mediation sociopolitical is the main management strategy to consider the diversity of actors and their evaluations on a health system that intends to operate in a network and has participation as a constitutional guideline.
Keywords: Sistema Único de Saúde (Brasil) (SUS)
Administração sanitária - Avaliação - Estudo de caso - Camaquã (RS), Canguçu (RS)
Cuidados primários de saúde - Camaquã (RS), Canguçu (RS)
Administração municipal - Camaquã (RS), Canguçu (RS)
Saúde pública - Avaliação - Brasil
metadata.dc.subject.planning: Saúde Pública
metadata.dc.identifier.other: 126866
URI: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/9320
metadata.dc.identifier.classification: 614
metadata.dc.language: Português (Brasil)
Appears in Collections:Revista de Administração Pública

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6848.pdf186,56 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.