Please use this identifier to cite or link to this item: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/6719
metadata.dc.type: Tese
Title: Representação, informação e deliberação no processo legislativo estadual
Authors: Rocha, Marta Mendes da
metadata.dc.contributor.advisor: Anastasia, Maria de Fátima Junho
metadata.dc.publisher.place: Belo Horizonte
Issue Date: 2010
Description: Orientadora: Prof. Dra. Fátima Anastasia e co-orientadora: Prof. Dra. Magna Inácio
Não há o exemplar impresso correspondente da Coleção Memória.
Citation: ROCHA, Marta Mendes da. Representação, informação e deliberação no processo legislativo estadual. 2010. 277 f. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.
Abstract: O tema central desta tese é a relação entre representação, deliberação e informação, mais especificamente, o espaço da deliberação no processo decisório no parlamento. O problema central da pesquisa remete a uma questão pouco investigada, seja no campo dos estudos legislativos, seja no âmbito da chamada teoria deliberativa da democracia: o espaço da deliberação no processo legislativo e as condições que favorecem um processo decisório com alto volume de deliberação informada. A negligência em relação a este aspecto tem deixado uma lacuna na teoria democrática contemporânea quando se considera que a deliberação é (ou deveria ser) uma dimensão componente do processo legislativo, ao lado de outras formas de interação política e de métodos de tomada de decisão. A hipótese central desta pesquisa é a de que há associação entre uma organização informacional do Legislativo e um processo legislativo caracterizado por maior volume de deliberação informada. Para verificação da hipótese foi feita uma análise comparada de processos decisórios realizados nas Assembléias Legislativas de Minas Gerais e da Bahia nos anos de 2007 e 2008. A pesquisa envolveu o emprego de técnicas quantitativas e qualitativas de pesquisa e a análise dos processos decisórios em todas as suas fases, privilegiando a etapa de apreciação pelas comissões de mérito. A partir de evidências que mostram que a Assembléia de Minas Gerais possui vários traços de uma organização informacional, o que não se verifica na Assembléia da Bahia, esperava-se que os processos decisórios analisados na primeira apresentassem um maior volume de deliberação informada em relação aos processos decisórios analisados na última. A pesquisa permitiu verificar os ganhos gerados, em termos de elaboração legislativa, pela existência e disponibilidade de recursos informacionais para a totalidade dos membros do Legislativo na ALMG. Entretanto, o estudo revelou que, embora uma organização informacional possa ser necessária a um alto volume de deliberação informada no processo decisório, ela não é suficiente. Outros fatores podem exercer influência sobre o padrão de interação entre os parlamentares e sua disposição em se engajarem no estudo e no debate dos projetos apreciados.
Keywords: Processo decisório - Parlamento
metadata.dc.subject.planning: Política
URI: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/6719
metadata.dc.identifier.classification: 32 (05)
metadata.dc.language: Português (Brasil)
Appears in Collections:Assembleia Legislativa (Memória)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6719.pdfRepresentação, informação e deliberação no processo legislativo estadual2,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.