Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/22524
Idioma: Português (Brasil)
Forma: Artigo
Título: Resenha do livro When the people speak, de James Fishkin
Autor(es): Borel, Marcelo
Local: Belo Horizonte
Editora: Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Data do documento: 2016
Citação: BOREL, Marcelo. Resenha do livro When the people speak, de James Fishkin. Cadernos da Escola do Legislativo, Belo Horizonte, v.18, n.29, p.249-255, jan./jun. 2016.
Resumo: A questão tratada por James Fishkin em seu livro When the people speak é: como alcançar, de fato, uma democracia deliberativa? A pergunta surge como um desdobramento da suposta inviabilidade de se construir um cenário democrático no qual coexistam participação das massas, deliberação qualificada, equidade política. O argumento para sustentar a inviabilidade dessa coexistência é que, ao juntar duas dessas características, a terceira se tornará impossível. Diante desse “trilema”, o autor propõe a construção de microcosmos deliberativos representativos das características geográficas e políticas locais, capazes de incluir todos os cidadãos por meio de amostragens e de obter equidade política e opiniões embasadas no processo deliberativo. Por fim, analisa uma série de experiências empíricas, com o objetivo de corroborar as afirmações feitas ao longo do texto e a viabilidade de sua proposta.
Assunto: Democracia deliberativa
Participação popular
URI: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/22524
Aparece nas coleções:Cadernos da Escola do Legislativo, v. 18, n. 29, jan./jun. 2016

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Resenha do livro.pdfResenha do livro When the people speak, de James Fishkin670,52 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.